quinta-feira, 1 de setembro de 2011

O Segredo do Jardim do Éden



O Éden Superior

Na Torat Bereshit (Gênesis) péreq 2, 8º passuq, diz: "E plantou o Senhor D´us, jardim no Éden, no oriente, e pôs ali o homem que formou". De fato, o texto orginal hebraico contém informações que revelam mistérios profundos dentro deste passuq, e nos ajuda a compreender o seu verdadeiro mistério. Diz o verso original: "E plantou, Adoshem Eloqim, jardim no Éden de Qédem, e colocou ali o Adão que formou (וַיִּטַּע יְהוָה אֱלֹהִים, גַּן-בְּעֵדֶן--מִקֶּדֶם; וַיָּשֶׂם שָׁם, אֶת-הָאָדָם אֲשֶׁר יָצָר)". Dentro do passuq original hebraico, eu marquei em negrito o termo "Mi-Qédem" que traduz-se "de Qédem", para ajudar-nos na compreensão de que, este Jardim no Éden (não "do Éden"), localiza-se num lugar chamado "Qédem" e não na terra, pois sequer o termo "Aretz (Terra)" é mencionado no verso, e portanto o Jardim é o "Jardim no Éden de Qédem".

A intrigante pergunta que devemos fazer aqui então é: O que é Qédem? A surpreendente resposta é que, Qédem é o nome da nossa galáxia. Talvez você pergunte: Como posso ter certeza disto? de que a nossa galáxia é chamada pelo nome bíblico de Qédem?

No verso dez do mesmo capítulo, encontramos: "E um rio saía do Éden para regar o Jardim e dali espalhava-se e convertia-se em 4 torrentes (Gênesis 2:10)". Se contarmos o rio original nós termos cinco rios.

Nos sabemos hoje que a Via Láctea é formada por um "braço" que se divide em 4 que são os braços de: Perseus, Norma, Scutum-Crux e Carina-Sagittarius. O braço orginal, Perseus, divide-se em 4 outros, formando assim 5 rios. Os 4 braços (torrentes) citados no Gênesis são: Pishon, Guihón, Hidékel (Tigre) e Perat (Eufrates). E qual será então o 5º? A resposta é o Nilo, e aqui há uma assinatura que torna claro que Qédem é a nossa Via Láctea, pois o 5º braço da Espiral é justamente o braço chamado de Órion.




Nós sabemos que as três grandes Pirâmides no Platô de Gizah, estão em alinhamento perfeito com as três principais estrelas no cinturão de Órion, conforme nos revelou Robert Bauval no livro "O Mistério de Órion". Sabemos também que, o rio Nilo que passa ao lado do Platô de Gizah está também em alinhamento perfeito com o braço de Órion que está ao lado da contelação de Órion, e aqui devemos lembrar o que nos diz o Zohar Santo: "Assim como é acima é abaixo...".




Outro nome pelo qual nossa galáxia "Via Láctea" é chamada desde os tempos antigos é Nehar di'Nur (נהר די נור) do aramaico e que pode ser traduzido para "Rio de Fogo" ou "Rio de Luz". Encontra-se registrado no Tana´k, em Dani'Ël pereq 7, 10º passuq:


"Uma torrente de fogo corria à sua frente, milhares de milhares o serviam, e dez vezes mais servidores se postavam à sua frente (Dani'Ël 7:10)".
י נְהַר דִּי-נוּר, נָגֵד וְנָפֵק מִן-קֳדָמוֹהִי, אֶלֶף אלפים (אַלְפִין) יְשַׁמְּשׁוּנֵּהּ, וְרִבּוֹ רבון (רִבְבָן) קָדָמוֹהִי יְקוּמוּן; דִּינָא יְתִב, וְסִפְרִין פְּתִיחוּ
A frase marcada na cor azul no passuq acima citado são "Nehar di'Nur (Torrente de Fogo)" no texto aramaico do livro de Dani'Ël.

Mais Evidências

E é no Zohar que encontrar outra importante informação que alude que este Jardim se localiza além do cinturão de asteroides que está situado entre Marte e Jupiter. Aqui, existe um outro grande mistério, pois Adão foi formado do "pó de Adamá" que é Marte e colocado no Jardim no Éden de Qédem, ou melhor dizendo, em um lugar situado para além do cinturão de asteróides. Depois Adão foi exidado do Jardim, viajou por muitos mundo e veio para a Terra que é chamade de "Jardim inferior" ou "O Jardim terrestre".



Os Viajantes
(הנוסעים)

Através do conhecimento da Qabalah Sagrada, perguntas intrigantes vão sendo produzidas e respostas assustadoras vão sendo encontradas. No Gênesis capítulo 11 verso 2º diz: "E foi viajando do oriente que encontraram um vale na terra de Shinar, e habitaram ali (Gênesis 11:2)". De fato, o verso não diz que eles viajaram do oriente, mas de Qédem, conforme podemos notar no verso original hebraico: 


"(וַיְהִי, בְּנָסְעָם מִקֶּדֶם; וַיִּמְצְאוּ בִקְעָה בְּאֶרֶץ שִׁנְעָר, וַיֵּשְׁבוּ שָׁם)" 

"Vai'yehi be'nasseam mi-Qedem vai'mtzeú viqeá be'aretz Shinar vai'yeshevú sham". 

A evidência aqui nos revela que, estes povos atravessaram a galáxia para chegar em "Aretz (Terra)" num vale na antiga Mesopotâmia chamado Shinar (Iraq). Também descobrimos que eles viajaram de forma milagrosa para chegar aqui. Este povo que atravessou os confins do sistema solar e veio para a Terra é chamado Anunnaki, conforme nos revelou Zecharia Sitchin, de abençoada memória. Na tradição mística da Chochmat Nistar (Qabalah), existe um termo que é semelhante ao sumério Anunnaki que é "Iordei ha"Merkaváh" que significa "Descidos da Carruagem Divina". O Termo "Iordei" vem da mesma raiz de "Yarden" que é o nome de um dos mais importantes rios da Terra, o "Jordão" que na Árvore das Vidas" corresponde ao "Nativ (caminho místico)" que liga Malchut (o nosso mundo) a Yesod (a Lua).

O termo hebreu que foi usado para “viajando", "nasseam" tem raíz no termo “néss (fugir/escapar)” , que também constroi a palavra “nessiáh (Viajar) ”. O termo “Néss” é usado constantemente para “Milagre”, o que revela que este povo veio de “Qedêm” de forma milagrosa e não convencional (andando, por exemplo).

Para que isto fique claro vou revelar o seguinte: Uma das series "cult" de Ficção Científica de maior popularidade no mundo chama-se “Star Trek” em inglês, “Cochav Nessiáh” em hebraico, na qual se faz alusão a viajar de forma milagrosa através das estrelas. A forma milagrosa aqui é o “Wormhole (buraco de verme) ” mais conhecido como “Dobra Espacial”.

Ao chegar aqui, os nossos sábios antigos nos disseram que, eles sentiram o enorme vazio espiritual provocado pelo afastamento da "fonte original da luz" e então, desejaram voltar para casa, e foi ai que eles tomaram o hebraico, que era o idioma falado em toda a galáxia, e passaram a permutar as letras na tentativa de abrir um "stargate" por onde pudessem retornar para o lar. Foi-nos ensinado no Zohar que a contrução da "Migdal Bavel (Torre de Babel)" foi esta tentativa de obter um "Nome Divno" através do qual eles poderiam abrir um "stargate". Babel vem do assíriu "Bab'Ël" que signfica "Portal do Ël (D´us)", ou "Portão Estelar (Stargate)".

Com o auxilio da Qabalah, nós conseguimos evidenciar que o Jardim mencionado no Gênesis capítulo 2 verso 8 não é o Jardim terrestre, mas o Jardim celeste.

Para terminar por agora este artigo e evidenciar mais ainda que Qédem é a galáxia, eu fiz uma pesquisa no Tana´k (Bíblia Hebraica) pelo termo "Via Láctea" e o encontrei em estreita proximidade com o termo "Mi-Qedem" que surgiu duas vezes. Veja a matrix abaixo:



No centro da matrix na cor vermelha e na posição vertical temos "Via Lactea" transliterado (em hebraico Via Láctea é "Shevil hechalav"). e ao lado também na posição vertical e na cor verde temos "Mi-Qedem" que está conectado com "Mi-Qedem" novamente na cor abóbora e na posição horizontal. Perguntamos então: Por quê Via Láctea está codificada no Tana´k em estreita proximidade com "Mi-Qedem"? Deixo para você encontrar a resposta.

O Éden Terrestre

Onde fica o Jardim do Éden terrestre? Está é uma pergunta que muitos já fizeram e muitos ainda a fazem e muitos ainda a farão. O segredo está revelado no Zohar e  outros livros secretos antigos: Há uma entrada secreta para uma caverna interna dentro da Caverna de Macpelá me Hebron. Dentro desta caverna interna Abraão encontros dos corpos de um homem e um mulher que não estavam decompostos. Abraão orou a D´us pedindo por uma resposta. Enquanto ainda falava na oração, o corpo do homem sentou-se e começou a falar e disse: Eu sou Adão e esta é minha esposa Eva. Adão revelou para Abraão que, a caverna era uma entrada secreta para o Jardim do Éden terrestre que fica dentro de uma outra Terra do interior do nosso planeta. Sim, a uma terra interna (inner earth) dentro da terra e é lá, milhares de quilômetros no interior que fica o Jardim do Éden terrestre. Nele, estão preservados toda flora e fauna que existe e existiu aqui em cima, criaturas e animai s de todos os tempos.

A existência da Terra interior é muito mais do que uma mera declaração teológica feita pelos sábios da Toráh. Houveram numerosos encontros entre os seres da superfície e aqueles que habitam no interior, nas terras abaixo, outros tipos de vida que habitam os reinos no interior, alguns destes encontros estão revelados no Zohar. Nem todos esses encontros foram benignos. Nossos sábios salientaram que o interior da Terra é na verdade dividido em sete seções que em hebraico são chamados de Sheva Artzot. Estes são enumerados e detalhes no Zohar (Hashmetut 1, 254a; Hesed L'Avraham 2,4 e Emek HaMelekh, Sha'ar 21). Alguns rabinos modernos querem descrever o Sheva Artzot como sendo as massas de terra aqui na superfície (os sete continentes), e estes que proclamam isto estão conduzindo as pessoas ao erro. Eles não leram o que nossos Sábios ensinaram ou eles leram estão mentindo sobre o que nossos Sábios ensinaram.

Portais Para Outros
Universos

Cada uma deste sete terras abaixo possui um portal que conduz a cada um dos sete outros universos. Estes universos foram revelados no artigo "Adão & Marte". Abaixo, a tabela com os universos, seus céus, terras, planetas, etc.


Universe
Skyes
Earths
Sefirah
Day
Planet
7
Qodesh
Vilon
Erets
Chessed
Sunday
Júpiter
6
Ratson
Rakia
Adamá
Guevurá
Monday
Mars
5
Ahavá
Shechakim
Arqa
Tiféret
Tuesday
Sun
4
Zechut
Zevul
Charva
Netzach
Wednesday
Venus
3
Noga
Maón
Iabasha
Hod
Thursday
Mercúry
2
Etsem
Machon
Tevel
Iesód
Friday
Moon
1
Livnat
Arvot
Chalad
Malchut
Saturday
Earth




Agora você sabe, que Jules Vernes estava certo e estava revelando um segredo quando publicou "Jornada ao Centro da Terra".



Nenhum comentário:

Postar um comentário