sexta-feira, 9 de março de 2012

Arquivo X Nº 001 - O Monstro De Loch Ness

Destruição de Leviatã". 1865 gravura de 
Gustave Doré

Sexta-feira, 09 de Março de 2012
11h07am

O
 monstro do lago Ness, monstro de Loch Ness, ou também conhecido simplesmente por Nessie, é um criptídeo aquático que alegadamente foi visto no Loch Ness (Lago Ness), nas Terras Altas da Escócia. A sua existência (ou não) continua a suscitar debate entre os cépticos e os crentes, e é um dos mistérios da criptozoologia. O monstro de Loch Ness é descrito como uma espécie de serpente ou réptil marinho, semelhante ao plesiossauro, um sauropterígeo pré-histórico. Mas no dia 29 de Maio de 2003, o governo da Escócia declarou que o monstro não existe e as ideias de que ele existe não passam de fruto da imaginação. Será mesmo?

Relatos
O
 primeiro relato é de 1923 - e conta como Alfred Cruickshank avistou uma criatura com cerca de 3 metros de comprimento e dorso arqueado, mas o registo visual que iniciou a popularidade de Nessie data de 2 de Maio de 1933 e foi relatado pelo jornal local Inverness Courier numa reportagem cheia de sensacionalismo. Na peça conta-se que um casal viu um monstro aterrorizante a entrar e sair da água, como alguns golfinhos fazem. A notícia gerou sensação e um circo chegou mesmo a oferecer 20.000 libras pela captura da criatura. A esta oferta seguiu-se uma onda de registos visuais que resultaram em 19 de Abril de 1934 na mais famosa fotografia do monstro, tirada pelo cirurgião R.K. Wilson (daí o nome da fotografia, conhecida como Surgeon’s photo). A fotografia circulou pela imprensa mundial como prova absoluta da existência real do monstro.
Décadas depois, em 1994 Marmaduke Wetherell confessou ter falsificado a fotografia enquanto repórter free lancer do Daily Mail em busca de um furo jornalístico. Wetherell afirmou também que decidiu usar o nome do Dr. Wilson como autor para conferir mais credibildade ao embuste.
Em 25 de maio de 2007, Gordon Holmes, um técnico de laboratório de 55 anos de idade, filmou um vídeo que ele diz ser de uma "criatura preta, com cerca de 45 pés de comprimento, movendo-se rapidamente na água". O vídeo foi estudado por biólogos e sem dúvida trata-se realmente de uma filmagem de um animal não indentificado, no qual as características fisicas são mesmo parecidas com as de um plesiossauro, portanto, ainda assim não é considedrado uma prova de sua existência. Diz-se que o vídeo está "entre as mais brilhantes aparições do monstro já feitas". A BBC da Escócia transmitiu o vídeo em 29 de maio de 2007.

A Evidência
E
ste é outro mistério sobre o Leviathan: O Mostro de Loch Ness. Mas, vamos relembrar sobre ele antes de penetrarmos o seu segredo.
No Tehilim (Salmos) capítulo 78 veso 2 nós encontramos: “Contarei uma parábola e publicarei enigmas de tempos que já passaram a muito”. Existem várias menções ao Leviathan no Tana'k (Bíblia Hebraica). A mais famosa delas encontra no livro de Iov (Jó), onde D'us lhe pergunta: "Podes tu pescar o Leviathan com um anzol?... (Jó 41:1)". Aqui neste verso pode-se perceber claramente que trata-se de uma criatura aquática.
Investigando sobre este caso e meditando sobre ele, eu tive a percepção de que, todos os répteis e dinossauros teriam origem no próprio Leviathan. Minha percepção foi confirmada e encontrei as evidências. Mas, antes de apresenta-las, vamos relembrar os mistérios sobre o Jardim do Éden:

O Éden Terrestre
O
nde fica o Jardim do Éden terrestre? Está é uma pergunta que muitos já fizeram e muitos ainda a fazem e muitos ainda a farão. O segredo está revelado no Zohar e outros livros secretos antigos: Há uma entrada secreta para uma caverna interna dentro da Caverna de Macpelá me Hebron. Dentro desta caverna interna Abraão encontros dos corpos de um homem e um mulher que não estavam decompostos. Abraão orou a D´us pedindo por uma resposta. Enquanto ainda falava na oração, o corpo do homem sentou-se e começou a falar e disse: Eu sou Adão e esta é minha esposa Eva. Adão revelou para Abraão que, a caverna era uma entrada secreta para o Jardim do Éden terrestre que fica dentro de uma outra Terra do interior do nosso planeta. Sim, a uma terra interna (inner earth) dentro da terra e é lá, milhares de quilômetros no interior que fica o Jardim do Éden terrestre. Nele, estão preservados toda flora e fauna que existe e existiu aqui em cima, criaturas e animais de todos os tempos.

O Código Leviathan
E
u vi a matrix na minha mente enquanto meditava, e recebi a instrução de procurá-la no livro de Jó, e não foi surpresa descobrir que ela estava mesmo lá:




No centro na posição vertical marcada com círculos está “Loch Ness” e conectado a ester termo central na posição horizontal dentro de um retângulo está “Leviathan”. Subindo na diagonal negativa da direita para a esquerda dentro de relangulos verticais estão as letras de “No Éden”.
Quando olhei para as palavra onde “No Éden” está codificado, encontrei algo supreendente, uma frase enigmática: “be’Shamayim shemá col yedaat leviathan”. O significado da frase é “Nos céus ouvem o som, e todos conhecem o Leviathan”.



Além deste código, existe também o código “Nessi” que é como apelidaram carinhosamente o “Mostro” e encontrei este apelido logo acima de Leviathan:


Ao encontrar “Nessi” codificado logo acima de Leviathan, como você poderá conferir com as letras marcadas com quadrados em intervalos de doze saltos equistantes, notei também as palavras que estavam ao lado das letras que formam “Nessi”. As palavras são: “Adonai nessiá ezór (rza esn hvhy)”. O significado desta frase é altamente enigmático. Ela diz: “O Eterno viaja milagrasamente nesta região”. Devo revelar também que, o termo “Néss” significa “Milagre” em hebraico.
Se apenas uma letra for omitida do código “ezór” a frase soletrará da seguinte forma: “Adonai nessiá 207 (rz esn hvhy)”. O significado é “O Eterno viaja milagrosamente no 207”. Lembrando que 207 é a gematria de “Ráz (zr)” cujo significado é “mistério” e portanto a frase pode ser lida também como “O Eterno viaja milagrosamente no mistério desta região”. Lembrando a você que “zr” são as iniciais de “Rakav Zeman” que é “Máquina Temporal”. É certo que existem portais em nosso mundo que conduzem ao Éden interior e para outras regiões também. Por exemplo, o Talmud diz que existem três entradas para o Inferno no nosso mundo.

Este é um trecho extraído do meu novo Livro "Os Arquivos X Da QABALAH" em processo de criação e escrita e que será publicado em breve. Abaixo, a arte da capa.

Aguardem...

2 comentários:

  1. Naib, como sempre inspirado para fazer multicoisas nessa vida. Tudo maravilhoso; escritos, descobertas, criptografias, artefinal de capa de livros...parabéns
    Salam waleikum!

    ResponderExcluir