terça-feira, 20 de março de 2012

Cydônia - A Cidade Proibida

ADAMAH
As origens Secretas da Humanidade
Cydônia
A Cidade Proibida

Apresentacão
C
ydonia Mensae é uma região em Marte. Localiza-se no hemisfério norte do planeta numa zona de transição entre a região sul densamente povoada de crateras e as planícies relativamente homogêneas ao norte. Alguns planetólogos acreditam que as planícies setentrionais podem ter sido leito oceânico em algum momento da história do planeta e que Cydonia pode ter sido uma zona costeira (ainda que essa tese permaneça incerta). A região de Cydonia é repleta de inúmeras mesas, algumas das quais atraem tanto interesse científico quanto popular.

Uma das mesas de Cydonia, situada na latitude 40°75' norte e longitude 9°46' oeste, possui uma interessante aparência de uma face humanóide sobre Marte revelada em uma foto tirada pela Viking 1 em 25 de Julho de 1976. Essa descoberta foi feita independentemente por dois engenheiros computacionais do Goddard Space Flight Center, da NASA Vincent DiPietro e Gregory Molenaar.

Fonte:
Wikipédia

Teria sido Cydônia uma cidade outrora habitada por antigos seres que teriam vivido na superfície de Marte?



N
o artigo “Adão & Marte”, nós revelamos as origens secretas da humanidade quando abrimos o mistério de que Adão fora criado da poeira de Adamá que é Marte. Agora, vamos falar sobre Cydônia "A cidade proibida" e os seus mistérios.

Está escrito no Livro do profeta Jeremias: Isso dirás a eles: “Os deuses do céu e da terra que não trabalham, desaparecerão da terra e de debaixo do céu. (Yeremiahu 10:11)”.

Quando a atenção é voltada apenas para a tradução do verso e não para o seu original, a compreensão é limita e falsa, e uma interpretação falsa cria um falso universo no qual a pessoa que o interpretou vagará como um andarilho pobre e mal trajado.
Por que este versículo foi escrito em Aramaico? Com exceção da última palavra? Perguntamos por qual motivo isto foi feito assim? Seria por causa dos santos anjos que não prestam atenção ao Aramaico e não e não podem entendê-lo? Então seria mais apropriado ainda que este verso que fosse escrito em hebraico, de modo que os anjos pudessem conhecer a sua doutrina.
Na verdade, a razão secreta e mesmo por causa dos anjos, porque como eles não entendem o Aramaico, não ficariam com ciúmes do homem e não tentariam destruí-lo. Neste verso os anjos estão incluídos, devido ao uso do termo aramaico “Elahaya (ayhla) que é o equivalente ao hebraico “Elohim (Myhla)” e é geralmente traduzido para “deuses, poderes” cuja a tradução apropriada seria "divindades" e o passuq (verso) ainda diz “di’shemaya ve’Arka” que traduz-se “do céu e da terra” e que aludem a um “céu” e uma “terra” específicos que não são o céu e a terra em que vivemos. Veja abaixo o verso original:



Acima, no passuq (verso) original, as palavras marcadas com uma caixa cinza são “Elahaya (ayhla), “Arka (aqra)” e “Ara (aera).
Conhecemos que isto é assim, pois, na primeira parte do verso é usado o termo “Arka” ao invés da palavra aramaica “Ara” que é o equivalente ao hebraico “Arka” e que seria mais apropriada. Mas, o que seria “Arka?”.

Um País Chamado Arka
A
rka é uma dos sete terras subterrâneas, ais quais foram chamadas na antiguidade de “sheva artzot” e cuja entrada no nosso planeta é através da Caverna de Macpelá, na terra de Hebrom e Israel. Em cada uma destas “sete terras” abaixo existe um portal para outro universo e assim outro mundo. Arka é o lugar que é habitado pelos descendentes de Caim. Assim como nosso mundo, todas estas sete terras abaixo, inclusive o "Jardim do Éden" que fica no centro do nosso planeta, tem o seu equivalente acimna.
Foi revelado no vídeo “Adamáh – As origens Secretas da Humanidade” que Caim foi gerado e nascido em Marte.
O planeta vermelho era o “corpo celeste” do Arcanjo Sama’el (Lucifer) antes do seu “exílio (expulsão)”. Quando Caim foi banido de sobre a face de Adamá, desceu para esse país abaixo e procriou lá sua espécie, conforme está escrito: “Eis que me expulsas de sobre a face de Adamá... (Gênesis 4:14)”.
Esta terra consiste de duas seções, uma envolta em luz, e a outra em trevas, e os lideras lá tem duas cabeças, uma que governa sobre a luz, e outra sobre escuridão. Esses dois líderes estavam em constante guerra um com o outro, em guerra perpétua, até o momento da chegada de Caim, quando eles se reuniram e fizeram as pazes. E agora são um só corpo com duas cabeças.

Os Governantes de Arka
E
sses dois líderes que são da descendência de Caim se chamam “Afrira e Kastimon”. Além disso, eles são como os santos Serafim, que têm seis asas. Um deles tinha o rosto de um boi e o outro o rosto de um águia. Mas quando eles se juntaram assumiram a figura de um homem. Em tempos de escuridão assumem forma de uma serpente de duas cabeças e rastejando mergulham no abismo, e banham-se no grande oceano até chegar à morada de Uzá e Azzael que foram banidos dos céus pelo Sagrado, bendido seja Ele.
Afrira e Kastimon saltam (teleportam-se), em seguida, para as "montanhas da escuridão", pensando que o dia do julgamento divino chegou para comparecerem perante o Santo, Bendito Seja Seu Nome.

Na’ama
A Mãe dos Demônios
E
m seguida, eles nadam através da grande oceano e quando a noite chega, voam até Na’ama, a mãe dos demônios (shedim), mas quando se aproximam dela, ela salta (teleporta-se) seis mil “parasangas (36.000 quilômetros)” e assume todas as formas no meio dos filhos dos homens, e assim seduz e desvia os homens e mantém relações com eles para gerar novos demônios.
Esses dois líderes, Afrira e Kastimon, voam em seguida ao redor do mundo e voltam para casa (Marte), onde eles tomam as filhas de Caim e tem filhos com elas.
O céu sobre Arka não é como o nosso, nem são as mesmas estações de plantio e colheita, como eles só retornam após ciclos de muitos anos. Eles possuem agricultura lá mas não grãos e talvez seja o motivo secreto dos "Crops Circles (Circulos em plantações)", para extrairem sementes as quais possam ser usadas em seus plantios ou para feitura de pão.
E é por isso que este versículo foi escrito em Aramaico, para que anjos não saibam que ele se refere a eles e, assim, queiram apresentar diante de D’us acusações contra nós. Este é também o segredo da última palavra “Eleh”, que é um Nome sagrado e a única no verso escrita em hebraico e que  não pode ser traduzida para o Aramaico.


Os Habitantes De Adamá
D
o Zohar acerca de Adamá nos extraímos estas palavras: “Eles são muito altos, pois são os filhos de Adão, dos cento e trinta anos em que ele viveu com demônios fêmeas, conforme está escrito na Torah: “E viveu Adão cento e trinta anos.. (Gênesis 5:3)”. Estão sempre tristes e não conhecem júbilo algum. Às vezes vêm voando à nossa terra (planeta) e cometem crimes. Sobre está terra, Adamá, nasceram Caim e Abel. Quando Caim pecou, foi expulso de Adamá, mas quando se arrependeu, ele foi transladado à sexta terra, Arka, onde habia a luz do sol. Todos os que vivem em Arka são os descendentes de Caim”.


Abducões Alienígenas
E
stes seres de Adamá, isto é, de Marte, são os que vêm voando ao nosso planeta e abduzem homens e mulheres e fazem experiências com eles a fim de produzirem híbridos, conforme está dito no Zohar: “Às vezes vêm voando à nossa terra e cometem crimes”. Sua tipologia é como descrito pelos abduzidos: Altos, entre 2,10m e 2,50m. São agressivos e visto vestidos em trajes especiais. Suas tipologias humanóides deve-se ao fato de serem eles descendente de Adão, uma vez que o termo Adão é também traduzido para “humanóide”.


A Destruição de Cydonia
M
arte foi amadiçoado devido ao pecado de Adão e Caim tornam-do-se desolado e sem vida na superfície e obrigando seus habitantes a viverem nos países abaixo de Adamá. Ao buscar por evidências desta desolação, encontrei “Cydônia” codificada no livro do Gênesis (original hebraico) com detalhes impressionantes. Veja a matrix abaixo:


Código Cydônia
 Clique na imagem

Nesta matrix acima, no centro na posição vertical e na cor vermelha nos temos “Kidonia hynvdyq (Cydônia em hebraico)”. Na primeira linha da matrix, na posição horizontal e na cor verde temos “Ha’Adamáh hmdah” e logo abaixo deste termo temos conectado a ele “Arka aqra”. O texto hebraico ainda contém informações codificadas sobre a “Face de Marte” junto com a frase “Colina elevada”.
Código Marte I

Continuei a pesquisa e ocorreu-me de procurar por “Marte Mydam (Ma’adim)” no Livro do profeta Jeremias, no verso original citado no início deste artigo.



Acima, no centro na posição vertical e na cor vermelha nós temos “Ma’adim (marte)” e conectado a ele cruzando-o na diagonal na cor verde temos “Ha’Adamah”. À direita da palavra chave central na posição diagonal positiva temos novamente “Ma’adim (Marte)” que é cruzado pelo verso de Jeremias 11 do capítulo 10: “Isso dirás a eles: “Os deuses do céu e da terra que não trabalham, desaparecerão da terra e de debaixo do céu. (Yeremiahu 10:11)”.
Acredito que mais evidências ainda vão surgir, serem descobertas. O que está claro para mim é que eu fui escolhido pelos céus para revelar estes mistérios e que têm-me sido contados pela alma do santo “Ari’zl” o Rabi Isaac Lúria, de abençoada memória.

A Evidência Da Fonte

Diário - 25 de Adar, 5772: Não é por acaso que venho recebendo a revelação de tantos mistérios sobre Ma'adim (Planeta Marte). Ele está na constelação de Ariêh (Leão) desde fevereiro em alinhamento com Gamma Leonis (HIP 50583). 50 é a gematria de "Lechá" que significa "Para você" e 583 é a exata gematria do meu nome e título: Rav Mishael. Bendita seja a alma do "Ari'zl", de abençoada memória que me revelou estes mistérios. O número 50 também é a gematria de “Adamáh”. O código de “Gamma leonis” a alma do Santo Rabi Isaac Lúria esta me dizendo: “lechá Rav Misha’el (ha'sodot) ha'Adamáh (Para você, rav Misha'el, os segredos de Adamáh)”. Bendito seja o Sagrado, que vive para sempre. Umen.



Resumo do Mistério
O
 que aconteceu com os habitantes de Cydônia? Qual foi o destino deles? Viveram outrora sobre a superfície do planeta mas foram banidos para baixo da terra, conforme o verso deixa evidentemente claro: “desaparecerão da terra e de debaixo do céu...”.





Compre Aqui:

Nenhum comentário:

Postar um comentário